Uma década de IFPR - Campus Paranavaí: sujeitos, saberes e práticas

Autores

Valeriê Cardoso Machado Inaba (ed)
Instituto Federal do Paraná – IFPR/Campus Paranavaí
https://orcid.org/0000-0002-4165-7469
José Barbosa Dias Júnior (ed)
Instituto Federal do Paraná – IFPR/Campus Paranavaí
https://orcid.org/0000-0003-4465-4316

Sinopse

Em 2010, quando o professor Irineu Colombo pediu ao escritor José Saramago que criasse uma frase para a comemoração de inauguração do Campus Foz do Iguaçu, do Instituto Federal do Paraná, nenhum de nós tinha a real dimensão do quanto essa frase nos representaria. Essa pequena epígrafe resume um pouco da grandeza do IFPR, em especial, do compromisso com o serviço público prestado pelo Campus Paranavaí. Ao longo dessa década partimos de 10 servidores em agosto de 2010 para 115 servidores, em 2020; ampliamos de um bloco didático para mais seis edificações, com a sétima em construção; da oferta de três cursos subsequentes para três cursos integrados, um subsequente, três cursos superiores e três especializações lato sensu. Em 2020, possuímos mais de 900 alunos que residem em 37 municípios do entorno de Paranavaí. Para contar melhor essa história, nada melhor que um texto poético escrito por um de nossos primeiros servidores técnico-administrativo, hoje Pró-Reitor de Ensino, Amarildo Pinheiro Magalhães, que viu o terreno de localização do Campus ser demarcado. Seu prólogo, Brava Gente (da) Brasileira! Em busca de um prólogo, nos inspira a iniciar a narrativa dessa história de trabalho e luta pela educação pública realizada pelo Campus Paranavaí.

Quando falamos em história certamente lembramos das histórias contadas e escritas nos livros que lemos. Zineide dos Santos, Dalva Cabral e Érika Paiva, servidoras técnico-administrativo do setor da biblioteca nos apresentam o texto Memória da Biblioteca do Campus Paranavaí: 10 anos de sua trajetória que contará como era a biblioteca do Campus Paranavaí. Os professores Angela Marques, Daniela Flôr e Felipe Bonifácio escreveram um texto que dá voz aos sujeitos que ministram aulas, que estudam e estudaram em um dos cursos da área de informática: Uma década dos cursos de Informática no Campus Paranavaí: Impactos e Trajetórias. Nesse capítulo, os autores contarão a evolução do primeiro curso subsequente de informática, à implantação do primeiro curso técnico integrado ao ensino médio, ao primeiro curso superior de tecnologia que evoluiu para engenharia e à primeira especialização lato sensu do Campus Paranavaí. Acompanhando o desenvolvimento das ações e considerando a ordem cronológica da história do Campus Paranavaí, Carlos Eduardo Barão, Vanessa Marcolino e Tatiana Pimentel, professores da Área de Alimentos, escreveram o texto Eixo de produção alimentícia: Histórico e perspectivas que nos mostrará a evolução do extinto curso subsequente de Alimentos para a implantação do Curso Técnico em Agroindústria Integrado ao Ensino Médio, assim como, o crescimento grandioso da área de Alimentos na pesquisa, na extensão e na inovação. A consolidação dos cursos e áreas apresentadas se fez também com apoio de servidores e professores de outras áreas do conhecimento, os quais, com o olhar humano consolidaram o Grupo das Humanidades no Campus Paranavaí. O texto A Trajetória do Grupo das Humanidades no IFPR – Campus Paranavaí: Diálogos para a formação integral do estudante escrito por Bárbara Shinkawa, Lucas Andrade e Marcelo Rosa demonstra o quão importante é, para uma instituição de educação profissional e tecnológica, ter as ciências humanas fortalecidas para a compreensão da sociedade contemporânea e atuação no mundo do trabalho, contribuindo para a formação integral dos estudantes.

Nos nossos estudantes depositamos toda a esperança de uma sociedade mais justa e igualitária, mas para isso, esses alunos precisam de suporte familiar e acompanhamento pedagógico, o qual é feito por uma equipe multidisciplinar brilhante da Seção Pedagógica que ampara, acolhe, orienta e educa. As pedagogas do Campus Paranavaí, Alessandra Branco, Thaís Yanaga e Vanilza dos Santos escreveram o texto Dez anos de SEPAE: um trabalho voltado para a transformação social por meio da educação e demonstram por meio de diversas ações que é possível realizar uma educação emancipatória que busca pelo desenvolvimento da cidadania. Ao refletirmos sobre uma educação que verdadeiramente emancipe e seja igualitária, é preciso também pensar em inclusão. O IFPR possui uma política de cotas e de inclusão considerável, visto que 80% das vagas são destinadas aos alunos de escolas públicas, afrodescendentes, indígenas, portadores de necessidades específicas, entre outras. Por esta razão, no Campus Paranavaí existe o NAPNE que é o núcleo de atendimento a pessoas com necessidades específicas, cuja experiência será contada pela Amanda Pinheiro, Elizete Forcadell e Marcos Barboza no capítulo Trajetória do NAPNE Paranavaí: entre desafios e conquistas. Complementando as ações do Campus Paranavaí na busca pela promoção da cidadania e por oportunizar seus estudantes na busca pela emancipação, Camila Lara, Jorge da Costa e José Barbosa no capítulo Desenvolvimento e Consolidação da Pesquisa, Extensão e Inovação no IFPR-Campus Paranavaí demonstrarão o quão fundamental é para os educandos ter contato com o universo da pesquisa, da extensão e da inovação e que faz toda a diferença na formação acadêmica e pessoal. Esse capítulo mostrará que o tripé ensino-pesquisa-extensão é realizado com afinco pelos servidores do Campus Paranavaí, haja vista a quantidade de projetos e de bolsas de iniciação científica destinadas aos estudantes. Mas, além da pesquisa, a extensão também teve papel fundamental na história de serviço público à comunidade pelo Campus Paranavaí. Os próximoscapítulos versarão sobre programas governamentais de assistência ao público mais carente como foi o Mulheres Mil e o Pronatec. Renata Panarari, Valeriê Inaba e Suellen Klososki participaram ativamente da implantação do Programa Mulheres Mil no Campus Paranavaí, sendo que essa experiência será contada no capítulo O Programa Mulheres Mil no IFPR – Campus Paranavaí: uma ação afirmativa em prol da valorização e emancipação de mulheres em situação de vulnerabilidade social.
Da mesma maneira, compreendendo que atender a comunidade de diversas formas possíveis é função das instituições públicas, em especial, os Institutos Federais, Valeriê Inaba e José Barbosa contarão a experiência com A oferta de programas governamentais no IFPR – Campus Paranavaí: uma experiência com o PRONATEC. Esse texto traz dados quantitativos e qualitativos de todos os anos em que o Pronatec foi ofertado no Campus, 2012, 2013, 2014 e 2018.
Ressaltamos que este livro conta apenas uma parte das tantas histórias vivenciadas nessa última década. Ainda teríamos muito a dizer do que passou, afinal, muitas são as memórias que nos fazem rir, chorar e agradecer pelo aprendizado e, principalmente por todas as vidas que foram transformadas, ou ao menos, tocadas nesses dez anos. Mas, o Campus Paranavaí sempre olha para o futuro com toda sua força vanguardista, então já estamos pensando e sonhando com o que os próximos dez anos vai nos trazer. Não sabemos ao certo como será, desconfiamos que teremos muitos obstáculos, mas a nossa única certeza é que estaremos juntos, lutando por uma educação pública de qualidade que oportunize todos aqueles que necessitam de pão, de orientação e de esperança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valeriê Cardoso Machado Inaba, Instituto Federal do Paraná – IFPR/Campus Paranavaí

Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (2002), mestrado em Geografia (com ênfase ao ensino) pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) (2005) e doutorado em Geografia (com ênfase ao ensino) pela Universidade Federal de Goiás (UFG) (2010). Integra o corpo docente do Instituto Federal do Paraná (IFPR) - Campus de Paranavaí. Desenvolve estudos e pesquisas sobre o ensino de Geografia com ênfase na educação ambiental e nas metodologias de ensino para o ensino básico. Nos últimos anos pesquisa as políticas públicas da educação, especialmente, os Institutos Federais.

José Barbosa Dias Júnior, Instituto Federal do Paraná – IFPR/Campus Paranavaí

Graduado em Análise de Sistemas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2000), Mestrado em Ciência da Computação com ênfase em Realidade Virtual e Aumentada pela Fundação Eurípedes Soares Rocha (2005) e Doutorado em Engenharia Elétrica com ênfase em Realidade Virtual pela Universidade Federal de Uberlândia (2017). Professor do Instituto Federal do Paraná (IFPR) - Campus Paranavaí. Diretor Geral do IFPR Campus Paranavaí. Avaliador de cursos do MEC. Especialista em Gestão de Negócios pela UNIGRAN. Especialista em Educação e Especialista em Gestão de Pública ambas pelo IFPR. Pesquisas com foco em Realidade Virtual e Aumentada e em MOOC – Cursos Massivos On-line.

Downloads

Publicado

26/09/2030